De toda a realidade que nos rodeia só se consegue captar uma parte restrita. E nessa parte impera por vezes a confusão, porque está repleta de palavras, e as palavras, na maioria dos casos, em vez de nos conduzirem a algum lugar mais amplo só nos obrigam a uma dança de roda.